Quando se pensa em renda, quase sempre se imagina uma peça de poliéster ou de seda. Mas por que não investir em rendas de algodão, material abundante na natureza brasileira e que é muito mais sustentável e de fácil manuseio?

Foto: Luciana Nogueira
Make: Aline Azevedo
Grinalda: Q.artz

Foto: Luciana Nogueira
Make: Aline Azevedo
Grinalda: Q.artz

Foto: Luciana Nogueira
Make: Aline Azevedo
Grinalda: Q.artz

Foto: Luciana Nogueira
Make: Aline Azevedo
Grinalda: Q.artz

Foto: Luciana Nogueira
Make: Aline Azevedo
Grinalda: Q.artz

No meu trabalho, quase sempre priorizo as rendas de algodão, pois elas tem uma pegada mais BoHo, que é a cara das peças autorais do ateliê, e, por isso, acabam se transformando em produtos bem diferenciados, pois foge do lugar comum.

Foto: Bruna Pereira
Make: Studio Suzana Caneca
Acessorios: Q.artz

Foto: Bruna Pereira
Make: Studio Suzana Caneca
Acessorios: Q.artz

Foto: Bruna Pereira
Make: Studio Suzana Caneca
Acessorios: Q.artz

As rendas de algodão são mais delicadas, leves e não deixam o visual com um aspecto muito barroco ou pesado. Além disso, por ser algo mais autoral, elas acabam fugindo das tendências – como a avalanche de arabescos ou de 3D, que rolaram recentemente no mundo das rendas tradicionais.
O algodão nunca sai de moda e, o que é melhor, pode passar pelo processo de coloração e tingimento orgânico, longe das químicas e dos processos que são tão caros à natureza.
E aí, que tal conhecer as rendas de algodão quando for pensar o seu vestido de casamento?

Deixe seu Comentário