HISTÓRIA  

A história começou como um grande hobby e que aos poucos foi ocupando espaço no meu dia a dia e me conquistou de vez em 2013. Sou formado em Administração pela PUC-Rio e trabalhei no ramo de petróleo por seis anos, até que não consegui mais conciliar as agendas e decidi focar exclusivamente na música. A experiência de estar conectado às pessoas através da música é algo inexplicável e nos permite uma sensação de estar trabalhando feliz/realizado.

RELAÇÃO COM O MERCADO DE CASAMENTOS

Entrei neste segmento ainda muito novo (16 anos), em uma época onde a internet começava a despontar. O acesso às informações ainda era muito restrito, mas a figura DJ já me trazia certa curiosidade. Nas boates/clubs, sempre que conseguia dava uma espiada nas pick-ups.

Por convite dos DJs Otavio “Taw” Aoad e Bruno de Vicq, sócios da agência Rastropop Records na época, entrei no mercado de casamentos e festas. Até o início de 2015, atuei como DJ exclusivo da Rastropop e, desde então, decidi seguir carreira solo.

Gosto muito de trabalhar nos casamentos por causa das possibilidades de experimentação. O atual cenário musical nos permite trazer grandes sucessos do passado em versões modernas. A variação do repertório é muito atrativa. E com isso, os DJs precisam buscar atualização constante, para o repertório não ficar ultrapassado. Faço isso através de trabalhos paralelos em clubs e boates. Atualmente, sou o DJ residente do Bagatelle Rio. Essa mescla de segmentos potencializa o repertório musical.

AGENDA PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO

Um ano de antecedência é um prazo confortável para entrar em contato. Quanto mais próximo estiver do evento, a escassez de datas será maior.

Meu trabalho em si é a apresentação artística como DJ, com foco em manter os convidados animados o maior tempo possível. De acordo com as necessidades da festa, providencio sonorização e iluminação para a pista de dança. Em algumas situações, auxilio também na contratação de riders para bandas. Sendo assim, não possuo limitação de horário/hora extra.

As condições de pagamento são combinadas e adequadas às necessidades do cliente. O valor depende de algumas variáveis que só consigo mensurar após o contato com os noivos.

REUNIÕES  

Eu acredito muito na empatia entre cliente e DJ. Uma relação de confiança faz muita diferença. O DJ assume um papel muito importante no dia da festa e, mais do que tocar as músicas, é preciso estar no clima dos noivos. O repertório musical está disponível para todos, a grande diferença é a energia com que o DJ impulsiona este repertório. Uma primeira reunião é necessária para conhecer os clientes, me aproximar deles e alinhar as expectativas. O segundo encontro funciona para alinhamento de cronograma e detalhamento musical.

ESTILO 

Possuo projetos em gêneros musicais específicos, mas quando o assunto é festa, e principalmente casamento, atuo como Open Format. Como o público nas festas de casamento é muito diversificado, preciso tramitar por diferentes estilos musicais para conseguir agradar o maior número de pessoas possível.

DICA DO DJ

O cerne de uma pista de dança está na boa prática musical, então se sua expectativa é uma pista explosiva, não perca o timming para contar com um super DJ.

5 MÚSICAS QUE VÃO BOMBAR NOS CASAMENTOS EM 2016:

  1. Sam Feldt Ft. Kimberly Anne – Show Me Love
  2. Felix Jaehn – Aint Nobody
  3. Klingande Feat Broken Back – Riva (Restart The Game)
  4. Chew Fu Feat Steve Clisby – Purple Rain
  5. A Banda Mais Bonita Da Cidade – Oração

Deixe seu Comentário